Você sabe quais as (incríveis) reações que a paixão desencadeia em nosso corpo?

426
0
Compartilhe:

Quando estamos apaixonados, começamos sentir diversas vibrações em nosso corpo. Com o amor já estabelecido, investimos e retiramos prazer da relação. Quando fazemos amor, o cérebro libera dopamina, que é o hormônio relacionado ao prazer.

Amamos porque a qualquer organismo está associado um imperativo biológico. A vontade de estar vivo! E este imperativo estabelece-se a dois níveis. Individualmente e enquanto espécie, no que se refere à reprodução.

Estas questões viabilizam a busca de uma relação, tendo a sua gênese no subconsciente. É por isso que as pessoas procuram uma relação feliz. Para ajudar os casais a vivenciar a sua relação de uma forma mais plena, Allan Percy, coaching e autor de livros de desenvolvimento pessoal, escreveu “Como sabes que é amor?”, publicado em Portugal pela Marcador Editora.

Nessa obra, o autor apresenta 72 ensinamentos de William Shakespeare que ensinam a viver o amor todos os dias.

Para saber quais são os 10 que você deve adicionar em seu dia a dia, clique aqui.

 

O que é o amor?

É uma vibração básica e quando nos apaixonamos encontramos harmonia e nosso organismo sente-a. A oxitocina é um hormônio que é liberado quando o organismo identifica uma boa vibração que no caso de uma relação pessoal é aquele que amamos. A serotonina é outra substância liberada quando existe uma relação causa-efeito (prazer), uma adição. E é isso que existe quando as pessoas se apaixonam. Conclusão: O amor é uma droga!

 

6 passos para conseguir o efeito da paixão permanente no seu a dia a dia

1. Analise a mente consciente. Tenha consciência do que você pede. Não exija mais do outro do que aquilo que pode dar.

2. Analise a mente subconsciente. Tenha noção da programação (educação) que recebeu antes de ser capaz de pensar conscientemente nisso.

3. Pratique gestos diários de bondade e seja carinhoso no seu dia a dia. É fundamental que a sua cara-metade se sinta desejada, querida e amada.

4. Abra o coração ao parceiro quando discutirem ou quando quiserem recuperar o efeito da paixão permanente ou no seu dia a dia, anulando as discussões verbais através do silêncio e do toque físico.

5. Altere a sua vida para que possa atrair um parceiro compatível com os seus desejos. Uma pessoa com uma vida ativa muito exigente acaba por não ter tempo nem disponibilidade mental para se envolver numa relação.

Texto: Carlos Eugénio Augusto e Bruce Lipton (Sapo Lifestyle)

Deixe uma resposta