Um casal torto mas do tipo pra sempre

1419
0
Compartilhe:

Eu falo sério. Porque eu quero ser a sua garota, agora e sempre.

A nossa vida realmente não é um mar de rosas. A gente vê tantos casais que parecem perfeitos andando ao nosso redor… Chega a parecer que realmente há algo de errado conosco.

Onde foi que quebramos o ritual?

Nossas brigas sempre te levam a crer que nada está certo. Depois de um tempo, como sou avoada, dou um jeito de convencer a mim mesma de que está tudo bem. Mas você não acredita: acha que – após tantos desentendimentos – já estou com o caderninho aberto para planejar uma nova vida que não te inclui, e isso não é verdade.

Eu não sei qual é o motivo de escolhermos sempre lados opostos. Se é influência dos signos, do destino, de vidas passadas ou seja lá o que for. É que, ao mesmo tempo em que a gente discorda, um mar de possibilidades se abre: se concordássemos em tudo, nossa vida seria chata. Não seríamos nós.

Mesmo com os percalços, admito que eu amo a gente. Exatamente do jeito que a gente é.

E os pequenos detalhes, eu sei, ainda terão conserto lá no fim. Talvez falte um pouco de maturidade por parte de nós dois – pois é, não vou me retirar da fatia e jogar a responsabilidade só para você. Mas é forte o sentimento dentro de mim. Ele grita dizendo que temos tudo para continuar dando certo.

E sabe por quê? É que a cada final de uma briga boba, fico com ainda mais vontade de te puxar para perto e te abraçar. Eu sei que falo um monte de coisas sem sentido. Mas logo chega a vontade irresistível de acabar logo com qualquer besteira e te dizer que, sim, eu me irrito, mas a irritação passa sempre muito rápido e dá lugar àquela paixão fulminante – que, em muitos casais, os mais pacíficos, sei que nem existe mais. Com a gente, só melhora: a vontade de você só faz crescer.

Leia também:  Não basta ter química, as ideias precisam ser equivalentes

Cada vez que pensamos diferente, acabamos rindo disso tudo depois. A gente olha para trás e vê a bagunça que fizemos, o par meio doidinho que formamos. 

Desse nosso jeito torto, o amor prevalece. E cresce. É forte, intenso e concreto. Existe de verdade.

A gente praticamente passa por pequenas provas todos os dias e continuamos firmes e fortes. É até meio mágico perceber que, mesmo com tantas questões, continuamos juntos por um grande motivo: somos loucos um pelo outro.

Então, sejamos sinceros. Não protagonizamos o comercial de margarina. Não fazemos declarações diárias, exalando perfeição nas redes sociais. Aqui tem realidade. Vai saber se é este o ingrediente sem pé nem cabeça que mais nos move?

Tem normalidade, tem contradições e tem desencontros. Mas, ao final de tudo, há também toneladas de amor e paixão, renovadas a cada paz restabelecida. 

Depois dos Quinze

Compartilhe: