Deixei você ir

482
0
Compartilhe:

finalmente-deixei-vc-ir
Eu finalmente deixei você ir.
Finalmente te deixei no passado, só nas lembranças. Te deixei definitivamente a partir de agora.
Quando lembro de nós, não sinto mais raiva, nem rancor, nem resquício algum de sentimento ruim. Apenas lembro o quanto fui uma menininha ingênua e feliz enquanto era você quem segurava minha mão durante aquele tempo. E eu, tola, achava o suficiente. E foi, por aquele período, por aqueles meses, por aqueles dias. Até eu perceber que no seu mundo, ser eu mesma não estava sendo bom o bastante pra você. Engraçado porque eu fui tudo o que eu poderia ter sido, fui o melhor de mim.
Por muito tempo me culpei, tentando achar quais eram os defeitos que te levavam pra longe de mim; procurava pelos erros que eu possivelmente tinha cometido. E depois de tanto pensar que a pessoa ruim daquele relacionamento estava sendo eu; depois de tanto colocar o peso da culpa que nem era minha nos meus braços, eu comecei a entender:  Você era o problema.
Eu relevava as suas mancadas, esquecia as palavras que me magoavam e era a melhor versão de mim quando estava com você. Já você, infelizmente, não entendia nada. Não entendia meus textos, nem meus beijos, nem meus choros, nem meus abraços implorando que você ficasse. E aí que estava o erro, não o fato de você não ter entendido todos aqueles sinais, mas sim por eu ter te implorado. Amor não se implora. Quem ama fica. Independente de qualquer problema, confusão, consequência ou dificuldade.
Eu fiz de tudo pra te deixar comigo e você tinha inúmeras razões pra ficar; porém escolheu tampar os olhos pra aquilo que estava bem embaixo do seu nariz: eu mesma, ali, totalmente inocente querendo fazer você feliz.
Enquanto você sentia 20 segundos de audácia pura no seu corpo pedindo pra você viver algo novo, você fingiu não ver e não sentir aquele coração que eu deixei de bandeja nas suas mãos, e então começou a andar pra bem longe daquilo que tinha certeza que nunca mais encontraria igual.  A sede de viver algo inesperado gritava dentro de você. E foi pra ela que você deu ouvidos.
Enquanto fui inteira, você foi uma metade procurando outra pessoa incompleta. Enquanto eu transbordava sentimentos, você era só um copo quase vazio. Enquanto eu mergulhava de cabeça, você não saia da beira da praia.Eu fui tanto, e você tão pouco.
Eu fiquei no meio de uma imensidão de sentimentos, enquanto você voou pra longe me deixando sozinha com aquele amontado de coisas que eu sentia. Eu demorei, mas aprendi. Aprendi que posso ficar com a consciência leve de quem sentiu e viveu tudo o que estava ao meu alcance enquanto estava com você. E aquela garotinha do passado, realmente fez de tudo, se não foi o suficiente naquele tempo, ela não espera que seja agora, nem tão quanto no futuro. Ela mudou e não se contenta com uma metade. Ela quer alguém inteiro, pronto pra amá-la da maneira que merece.

Leia também:  Ela é o melhor de você
Compartilhe: